O Presidente da República enviou uma mensagem de condolências pela morte do rei Abdullah da Arábia Saudita, que faleceu na sexta-feira aos 90 anos.

Na missiva, dirigida ao novo rei saudita, Salman ibn Abdulaziz al Saud, o chefe de Estado, Aníbal Cavaco Silva, diz ter sido com «profunda consternação» que tomou conhecimento da morte do seu irmão.

«Nesta hora de luto, em nome do povo português e no meu próprio, apresento as mais sinceras condolências e sentidos votos de profundo pesar a vossa majestade e a todo o povo saudita», lê-se ainda na mensagem, divulgada no site da Presidência da República.

O rei Abdullah da Arábia Saudita morreu na sexta-feira, aos 90 anos, cerca de três semanas depois de ter sido divulgado o seu internamento, devido a uma pneumonia.

Abdullah foi o sexto rei da Arábia Saudita, tendo iniciado funções em agosto de 2005.

O novo monarca, Salman bin Abdulaziz Al Saud, de 79 anos, foi ministro da Defesa e governador da província da capital e era meio-irmão do monarca falecido, tal como o novo príncipe herdeiro, Mohammed bin Nayef.