O Governo reforçou o Observatório das Migrações com uma equipa de projeto face ao “impacto do fluxo de refugiados à luz dos novos desafios que se colocam na atualidade migratória”, de acordo com o Diário da República desta segunda-feira.

O organismo, na dependência do Alto-Comissariado para as Migrações e Secretaria de Estado para a Cidadania e Igualdade, tem por missão investigar e monitorizar os movimentos de migrantes e refugiados.

No estudo e acompanhamento científico do fenómeno das migrações, o Observatório das Migrações dedica-se à produção, recolha, análise e difusão de informação estatística acerca das migrações, mas também à reflexão geral sobre o tema e avaliação das políticas relacionadas, nomeadamente junto do universo académico, além de informar e sensibilizar a opinião pública.

Para coordenar a referida equipa foi nomeada a socióloga Catarina Reis Oliveira, 38 anos, que dirigia antes o Gabinete de Estudos e Relações Internacionais do Alto-Comissariado para as Migrações.