PSD e CDS-PP preparam-se para assinar no sábado o acordo com os princípios da coligação para as europeias, que inclui a ordem dos lugares de cada partido na lista conjunta, disse à Lusa fonte da coligação.

Este acordo deverá ser assinado às 11:00 num hotel de Lisboa.

Segundo fonte da coligação, o documento traçará as bases programáticas, as regras de funcionamento da coligação entre os dois partidos e a ordenação dos lugares na lista conjunta, mas não os nomes dos candidatos a eurodeputados.

PSD e CDS-PP já anunciaram que vão reunir os órgãos próprios nos próximos dias para ratificarem o acordo político e aprovarem os nomes indicados pelos respetivos partidos: os democratas-cristãos reúnem na sexta-feira ao final do dia a comissão política e na próxima semana o Conselho Nacional, enquanto os sociais-democratas reúnem o Conselho Nacional no domingo.

No sábado, o presidente dos sociais-democratas e primeiro-ministro, Pedro Passos Coelho, confirmou perante o Congresso do PSD que o número um da lista conjunta com o CDS-PP às europeias vai ser Paulo Rangel, seu ex-adversário interno e atual eurodeputado.

O presidente do CDS-PP e vice-primeiro-ministro, Paulo Portas, já tinha anunciado que Nuno Melo seria o primeiro nome indicado pelos centristas para essa lista conjunta negociada entre os dois partidos.