O presidente da Junta de Freguesia de Raimonda, concelho de Paços Ferreira (Porto), disse à Lusa que os cadernos eleitorais com os boletins de voto não tinham chegado até às 09:00 deste domingo, o que impediu a abertura das urnas à hora prevista.

A população da freguesia de Raimonda – com 2.576 habitantes – que quis votar hoje ainda não o podia fazer pelas 09:00 porque os cadernos eleitorais com os boletins de voto ainda não tinham chegado ao local das mesas de voto, confirmou, em declarações por telefone, Alberto Coelho (PSD), presidente daquela Junta de Freguesia.

José Carlos Coelho, assistente social de profissão, contou à Lusa, por seu turno, que chegou pelas 08:20 à sede da Junta de Freguesia de Raimonda para exercer o seu direito de voto, mas foi informado pelo próprio presidente que teria de esperar pela chegada dos cadernos de eleitorais.

“Estou na sede da Junta de Freguesia de Raimonda, que é o local destinado ao voto para as legislativas de hoje e as duas mesas de voto que existem ainda não abriram e ainda se desconhece se vão abrir porque ainda não chegaram os cadernos eleitorais com os boletins de voto", afirmou.

“Esperei meia a hora e agora vou-me embora”, declarou, afirmando que viu várias pessoas a fazer o mesmo.

“É um desarranjo para o meu dia de hoje e certamente já não vou conseguir votar”, acrescentou.

Mais de 9,6 milhões de eleitores são hoje chamados a votar para a escolha de 230 deputados à Assembleia da República, resultado que ditará também a escolha de um futuro Governo.

A estas eleições concorrem 16 forças políticas, das quais três são coligações e as restantes 13 partidos.

Nas coligações contam-se a Coligação Democrática Unitária (CDU), que junta PCP e PEV, a coligação Portugal à Frente, com PSD e CDS-PP, e a coligação Agir, que alia o Movimento Alternativa Socialista (MAS) ao Partido Trabalhista Português (PTP).

Os partidos políticos são o Partido Socialista (PS), Bloco de Esquerda (BE), Livre/Tempo de Avançar, Juntos pelo Povo (JPP), Nós, Cidadãos! (NC), Portugal pro vida, Cidadania e Democracia Cristã (PPV/CDC), Partido da Terra (MPT), Partido Democrático Republicano (PDR), Partido Comunista dos Trabalhadores Portugueses (PCTP/MRPP), Partido Nacional Renovador (PNR), Partido Unitário dos Reformados Portugueses (PURP), Partido Popular Monárquico (PPM) e Pessoas-Animais-Natureza (PAN).