A candidata do PSD à presidência da Câmara de Lisboa, Teresa Leal Coelho, disse hoje que pretende duplicar o número de residentes na cidade para um milhão, apostando em políticas que atraiam habitantes.

Somos 500 mil, mas temos de ser um milhão. Já fomos e podemos voltar a ser [porque] a cidade tem condições para isso”, declarou a candidata.

Falando à agência Lusa no final de uma ação de pré-campanha em Alvalade, Teresa Leal Coelho considerou que “a Câmara de Lisboa [de maioria PS] não tem um planeamento estratégico, uma visão estratégica, e não olha para a Lisboa de hoje, a Lisboa de amanhã e a Lisboa do futuro”.

“Não está preocupada com esta sangria de saída de gente da cidade de Lisboa”, criticou, observando que, desde 2009, houve um decréscimo de 10% da população, na ordem de 45 mil residentes.

“Temos de inverter esta realidade trazendo pessoas para a cidade de Lisboa”, salientou.

Para isso, apontou medidas que promovam o dinamismo económico e o mercado da habitação, com a disponibilização de fogos municipais para arrendamento e a criação de incentivos fiscais para proprietários que coloquem as suas casas em alugueres de longa duração.

Segundo Teresa Leal Coelho, “nos últimos anos de executivo camarário socialista houve partes de Lisboa que foram absolutamente esquecidas e outras que tiveram várias intervenções sucessivas e muitas vezes apenas de embelezamento”.

“É isso que eu quero dar nota é que, quando eu for presidente da Câmara de Lisboa e se for eleita, irei olhar para todos e acorrer a cada um, intervir em cada bairro, de acordo com a urgência. Isso não tem acontecido”, vincou.

“As pessoas estão completamente abandonadas”, lamentou, sublinhando que quer “tratar Lisboa por igual e, sobretudo, intervir a várias velocidades”.

Na iniciativa de hoje, a apresentação do candidato social-democrata à freguesia de Alvalade, João Pessoa e Costa, marcaram presença várias personalidades do partido, como o cabeça de lista do PSD à Assembleia Municipal, José Eduardo Martins, o candidato do partido a Odivelas, Fernando Seara, e a ex-ministra da Justiça Paula Teixeira da Cruz.

Nas eleições de 01 de outubro concorrem à presidência da Câmara de Lisboa Assunção Cristas (CDS-PP/MPT/PPM), João Ferreira (CDU), Ricardo Robles (BE), Fernando Medina (PS), Teresa Leal Coelho (PSD), Inês Sousa Real (PAN), Joana Amaral Dias (Nós, Cidadãos!), Carlos Teixeira (PDR/JPP), António Arruda (PURP), José Pinto-Coelho (PNR), Amândio Madaleno (PTP) e Luís Júdice (PCTP-MRPP).