O presidente da associação ambientalista Quercus, Nuno Sequeira, congratulou-se, esta quarta-feira, com a escolha para a pasta do Ambiente de Jorge Moreira da Silva, uma pessoa que considera «conhecedora das matérias e dos dossiês do setor».

«As nossas expetativas com Jorge Moreira da Silva são certamente altas e isso implica um alto grau de responsabilização na medida em que é uma pessoa que é conhecedora destas matérias e dos dossiês e terá certamente aqui um longo caminho a percorrer», disse à agência Lusa o presidente da Quercus.

Com a remodelação anunciada na terça-feira, a ministra Assunção Cristas perdeu a tutela do Ordenamento do Território e do Ambiente, ficando apenas ministra da Agricultura e do Mar.

O atual coordenador da direção nacional do PSD, Jorge Moreira da Silva, fica à frente de uma nova pasta do Ambiente, Ordenamento do Território e Energia. «Nós já tínhamos dito que a experiência do MAMAOT [Ministério da Agricultura, do Mar, do Ambiente e do Ordenamento do Território], o superministério, não resultou. Acabámos por ter o Ambiente demasiado diluído em todas as áreas que compunham o grande Ministério», disse à Lusa Nuno Sequeira.

Para o responsável da Quercus, o novo ministério é uma melhor aposta e poderá trazer um maior protagonismo à área do ambiente. «É preciso que se traduzam em ações todas as boas intenções que são veiculadas no início dos mandatos, e que se tente no fundo recuperar estes dois anos de MAMAOT em que o ambiente acabou por ser o parente pobre de todas as áreas do Ministério», salientou.

No entender do presidente da Quercus, nos últimos dois anos existiram muitas fusões e extinções que não ajudaram o setor. «É preciso que esse caminho agora seja abreviado e, por isso, também aguardamos com expetativa que seja anunciado o nome de dois ou mais secretários de Estado (...). Esperemos que os próximos dois anos não correspondam a mais dois anos em que exista muito trabalho burocrático, mas que sejam de trabalho em prol da área do Ambiente, Ordenamento do Território e Energia que bem merecem», disse.

O Presidente da República vai dar hoje posse aos novos ministros do Governo de maioria PSD/CDS-PP.