O líder parlamentar do PS atacou esta sexta-feira o Governo e o Presidente da República, dizendo que a proposta de recondução do governador do Banco de Portugal demonstra que Passos Coelho e Cavaco Silva não foram levados ao engano quando expressaram confiança no BES.

"A confiança manifestada pelo Governo ao propor a recondução do doutor Carlos Costa demonstra que o primeiro-ministro, Pedro Passos Coelho, e o Presidente da República, Cavaco Silva, não foram certamente levados ao engano na confiança que expressaram há uns tempos sobre o Banco Espírito Santo (BES), enganando milhares de investidores. É só isso que tenho a dizer", declarou.

Ferro Rodrigues falava à agência Lusa, lembrando a tese defendida por vários órgãos de soberania no verão de 2014, segundo a qual o Banco Espírito Santo estaria livre de contaminação face aos problemas financeiros do Grupo Espírito Santo.

Ontem, o secretário-geral socialista António Costa já se tinha mostrado “profundamente desagradado” pelo facto de o PS não ter sido ouvido sobre o assunto, antes da decisão.