O membro do secretariado do Partido Socialista (PS) Álvaro Beleza sugeriu, este sábado, em Torres Vedras, que os políticos devem andar mais de metro e menos em carros pretos para curar a «República doente».

«Temos muita política de televisão, de comentadores de televisão e de carros pretos e os políticos têm de andar mais de metro», afirmou aos jornalistas Álvaro Beleza, ao falar de eleições primárias abertas a militantes e simpatizantes, uma proposta que o líder do partido vai levar à reunião da comissão política nacional, na próxima semana.

«Passados 40 anos do 25 de abril, temos uma República doente. Esta é a leitura dos resultados de domingo passado. Os portugueses não se reveem nas nossas instituições», disse, citado pela Lusa.

Para o dirigente socialista, o «triste espetáculo desta semana do partido que ganhou as eleições em Portugal», com o anúncio do presidente da Câmara de Lisboa a ponderar candidatar-se à liderança do partido, «leva a que as pessoas não confiem na política», frisando assim a necessidade de «voltar às origens da política».

O também membro do secretariado do partido, António Galamba, explicou que primeiro haverá eleições internas, nas federações, e depois as primárias, se a proposta de António José Seguro for aceite.

«Foi um contributo positivo de quem quer dar um contributo positivo não só ao debate de ideias, mas também à escolha dos seus protagonistas», concluiu António Galamba no fim da reunião deste sábado da Comissão Nacional, num hotel de Porto Novo, no concelho de Torres Vedras.