O Partido Socialista estará sem dinheiro e já terá pedido um empréstimo bancário de um milhão e meio de euros para a campanha às legislativas.
 
De acordo com o jornal «Expresso» desta sábado, alguma secções do PS já não têm sequer dinheiro para pagar as rendas, as contas da água ou da luz.
 
O semanário revela que o passivo do PS ultrapassa os 11 milhões de euros.
 
Sem dinheiro para pagar as despesas, o partido socialista foi obrigado a renegociar a divida com a banca.