A Corrente de Opinião Socialista (Ops!) manifestou este domingo a sua «perplexidade» com as acusações do dirigente do PS José Lello contra Manuel Alegre, acusando-o de «ofender» quem quer debate e pluralidade política.

Em declarações na RTPN, José Lello comentou as afirmações de Manuel Alegre em entrevista ao jornal «Expresso» - em que admitiu candidatar-se como independente a deputado - classificando esta posição do ex-candidato presidencial como «falta de solidariedade» e «falta de carácter».

«Como militantes socialistas apoiantes de Manuel Alegre, a Corrente de Opinião Socialista manifesta a sua perplexidade com as afirmações de José Lello que pouco dignificam a classe política», refere o comunicado dos apoiantes do ex-candidato presidencial.

Para os membro da Ops!, «José Lello tem o intrigante hábito de ofender quem aposta no debate crítico e na pluralidade política».

«A renovação da esquerda e a necessária solidariedade entre sensibilidades e correntes de opinião no PS pouco poderão lucrar com afirmações desastradas de quem tem por hábito apressar-se a retirar conclusões a partir de entrevistas que parece nem sequer ter lido. Representam, acima de tudo, uma falta de respeito para com milhares de militantes socialistas que se revêem no espaço político criado por Alegre, bem como na óbvia necessidade de uma renovação da democracia, que passa também pela renovação dos próprios partidos políticos», observam os apoiantes socialistas de Manuel Alegre.

Ainda para este grupo dentro do PS, «a sociedade portuguesa e o PS precisam de homens de carácter, leais aos seus princípios e abertos ao debate político».

«É por isso que Manuel Alegre é e será sempre uma referência fundamental no PS», acrescenta o comunicado.

Este domingo, durante a reunião da Comissão Nacional do PS, o líder do partido, José Sócrates, recusou-se sempre a comentar este diferendo entre José Lello e Manuel Alegre.