O secretário-geral do PS, António Costa, participa na quinta-feira, em Bruxelas, na reunião de líderes do PSE preparatória do Conselho Europeu, tendo na agenda os temas do plano de investimento europeu e da união energética.

António Costa e o secretário-geral dos socialistas espanhóis, Pedro Sanchez, de acordo com fonte do PS, serão os dois únicos líderes que participarão na reunião preparatória que não fazem parte do Governo do respetivo Estado-membro, nem desempenham qualquer cargo numa das instituições da União Europeia.

«Com a abertura da reunião a António Costa e Pedro Sanchez, o PSE pretende sinalizar a importância que atribui a uma mudança política, este ano, nos dois países da Península Ibérica», adiantou a mesma fonte socialista.

Na reunião, entre outros, estarão presentes o chefe de Estado francês, François Hollande, os primeiros-ministros da Áustria, Croácia, Dinamarca, Malta, República Checa e Suécia, os comissários socialistas que fazem parte do executivo comunitário liderado por Jean-Claude Juncker, o vice-chanceler germânico, Sigmar Gabriel, e o presidente do Parlamento Europeu, Martin Schulz.

Além do tema da união energética, os líderes socialistas vão procurar chegar ao Conselho Europeu com uma posição concertada sobre a estratégica de crescimento e emprego na União Europeia.

Nas últimas semanas, em sucessivas intervenções políticas, a direção do PS tem procurado salientar a importância de Portugal aproveitar em pleno o chamado «Plano Juncker», acreditando que essa será uma das vias para o país ter a prazo uma maior capacidade de investimento capaz de impulsionar o crescimento económico.

Em análise estarão também a questão da parceria transatlântica de comércio (acordo comercial entre a União Europeia e os Estados Unidos), a cimeira de Riga e o conflito entre a Rússia e a Ucrânia.

À margem desta reunião, segundo o PS, António Costa terá ainda em Bruxelas duas reuniões bilaterais com o líder dos socialistas espanhóis, Pedro Sanchez, e com o presidente do Parlamento Europeu, Martin Schulz.