que quarta-feira recebeu o primeiro-ministro

"Temos que aproveitar este momento para transformar as atuais comissões de coordenação e desenvolvimento regional não em delegações do Governo mas em entidades que estão ao serviço das próprias regiões e por isso devem ser eleitos e responder perante os autarcas das regiões", defendeu.



Os problemas, do Porto até à Grécia

"Ninguém tem dúvidas que os nossos problemas passam também pela Grécia mas os nossos problemas infelizmente centram-se muito em Portugal. E um dos grandes problemas que nós temos no país é este Governo e é por isso que é essencial podermos mudar este Governo e podermos resolver problemas como o das águas, dos transportes públicos, da gestão dos fundos comunitários, o problema da descentralização", reiterou.