A lista para a direção da bancada socialista do PS liderada por Alberto Martins muda seis dos 12 vice-presidentes e inclui elementos próximos de António Costa, casos de Marcos Perestrello e Ana Catarina Mendes.

Entre os 12 vice-presidentes da bancada socialista, Alberto Martins optou por manter seis da equipa cessante de Carlos Zorrinho: José Junqueiro, António Braga, Mota Andrade, Sónia Fertuzinhos, Fernando Jesus e Odete João.

Abandonam as vice-presidências do Grupo Parlamentar do PS os deputados Inês de Medeiros, Isabel Oneto, Ricardo Rodrigues, Fernando Medina e Basílio Horta (os três últimos foram eleitos para cargos autárquicos na sequência das eleições de 29 de setembro).

Pedro Nuno Santos, líder da Federação de Aveiro do PS, que se demitiu da direção de Carlos Zorrinho por divergências políticas e que é apontado como um candidato a médio prazo ao lugar de secretário-geral deste partido, regressa agora à direção da bancada com Alberto Martins.

Em relação aos novos vice-presidentes, entra o líder da Federação da Área Urbana de Lisboa (FAUL) do PS, Marcos Perestrello, um dos dirigentes socialistas mais próximos do presidente da Câmara de Lisboa, António Costa.

Também considerada próxima de António Costa é a deputada socialista Ana Catarina Mendes, que já exerceu a vice-presidência da bancada durante a liderança de Francisco Assis (2009/2012).

Em contraponto, a equipa liderada por Alberto Martins inclui o líder do PS/Santarém, António Gameiro, um dirigente socialista do "núcleo duro" da direção do partido.

Na direção da bancada do PS, figura ainda o ex-secretário de Estado Pedro Marques, que tem sido um dos porta-vozes do PS para as questões de finanças e é encarado internamente como próximo do ex-ministro Vieira da Silva, e a atual coordenadora do Grupo Parlamentar para as questões de economia, Hortense Martins, cuja ação se tem destacado no combate ao IVA da restauração nos 23 por cento.

A lista encabeçada por Alberto Martins será votada pelos deputados socialistas na sexta-feira, no parlamento, estando as urnas abertas até às 17:00 horas.

Há dois anos, a lista do presidente cessante da bancada socialista, Carlos Zorrinho, teve 62 por cento de aprovações.

Na quarta-feira, de manhã, António José Seguro indicou Alberto Martins para a liderança da bancada do PS, salientando a experiência política do ex-ministro dos governos de António Guterres e de José Sócrates, assim como a sua «capacidade de mobilização».

Alberto Martins apoiou desde o início António José Seguro para a liderança dos socialistas e é atualmente membro do Secretariado Nacional do PS.