«Esperamos que brevemente sejam restabelecidos os feriados do 5 de outubro e 1º de dezembro», disse António Costa. E mesmo antes de isso acontecer, «nunca deixaremos de comemorar estes momentos históricos» na capital, afirmou o autarca, no primeiro discurso depois da vitória nas primárias do PS há uma semana.

De acordo com a Lusa, António Costa defendeu ainda que «a descentralização deve ser a pedra angular da reforma do Estado», apontando para o processo nesse sentido que liderou na autarquia da capital.

No final do discurso, António Costa apontou para o futuro, para a necessidade do restabelecimento da «confiança» e da afirmação da «esperança».