O secretário-geral do PS encerra no sábado, no Porto, uma conferência sobre educação, sessão que marca a entrada dos socialistas na reta final do processo de elaboração do programa eleitoral, que será apresentado dia 6 de junho.

"Até 06 de junho vamos realizar em vários distritos conferências temáticas idênticas, agora dentro de um modelo alargado de participação", declarou à agência Lusa Mariana Vieira da Silva, membro da Comissão Política dos socialistas e do Gabinete de Estudos do PS (a entidade que coordena a elaboração do programa eleitoral).

Até à apresentação programa eleitoral, estão já previstas para o próximo dia 16, em Coimbra, uma conferência sobre o Serviço Nacional de Saúde (SNS), e para o dia 18, em Lisboa, outra sobre cultura.

Ainda sem local definido, mas a realizar-se no distrito de Lisboa, entre 23 e 24 deste mês, está já prevista uma sessão de debate público sobre Administração Pública e requalificação do Estado.

A 29 e 30 de maio, serão realizadas mais duas conferências temáticas em Aveiro e Braga, a primeira sobre economia e a segunda sobre emprego e coesão social.

Depois de uma fase em que o Gabinete de Estudos do PS teve um trabalho mais interno e reservado, recolhendo posições junto de especialistas em diversas áreas - desde a economia, ao emprego, passando pela saúde, educação e cultura -, Mariana Vieira da Silva salientou à agência Lusa que se entra agora num modelo diferente, dando-se ênfase à discussão pública das propostas.

"Primeiro procurámos identificar os principais desafios que se colocam ao país em cada área, para depois encontrarmos as respostas a esses mesmos problemas", referiu a dirigente socialista.

No sábado, durante a sessão que se realizará no Conservatório de Música do Porto, Mariana Vieira da Silva apontou que estarão em debate três dos principais vetores de uma política de educação em Portugal, começando pelo combate "ao drama" do insucesso escolar.

"Destacamos também a necessidade de se retomar a aposta na formação de adultos, num país cuja população ativa apresenta globalmente um défice de qualificações, assim como o reforço do Ensino Superior. Também ao nível da frequência do Ensino Superior estamos abaixo da média da União Europeia", sustentou Mariana Vieira da Silva.

Na sessão de encerramento da conferência intitulada "Educação, Valorizar as Pessoas", além de António Costa, discursa o presidente da Federação do PS/Porto, José Luís Carneiro.

Domingos Fernandes, da Universidade de Lisboa, abre uma série de 15 intervenções, entre as quais constam as de Luís Rothes (do Instituto Politécnico do Porto) e de Ana Maria Bettencourt (antiga deputada socialista e ex-presidente do Conselho Nacional de Educação).