PS elogia redução do défice, mas erra no valor

Programa eleitoral fala em recuo de 2,7 por cento, mas na verdade só recuou 0,4

Por: tvi24 / CLC    |   28 de Abril de 2011 às 01:32
O o programa eleitoral do Partido Socialista, apresentado esta quarta-feira por José Sócrates no Centro Cultural de Belém, tem um engano no valor do défice de 2010. O erro é tanto maior quanto serve para o PS elogiar as políticas de consolidação financeira levadas a cabo pelo Governo.



O programa eleitoral fala de um défice de 6,8 por cento «isto é, menos 2,7 pontos percentuais do que no ano anterior», acrescentado que «este é um indicador evidente do esforço de consolidação realizado». «A execução orçamental fez recuar significativamente o défice orçamental», pode ler-se.



No entanto, o valor real do défice é de 9,1 por cento. Os valores reais, recorde-se, foram corrigidos pelo Instituto Nacional de Estatística no passado dia 23 de Abril. Ora nesse sentido, o défice de 2010 não recuou 2,7 pontos percentuais, como refere o programa eleitoral do PS, mas antes 0,4 por cento.
PUB
Partilhar
EM BAIXO: Sócrates (José Goulão/Lusa)
Sócrates (José Goulão/Lusa)
COMENTÁRIOS

PUB
Operações irregulares no BES «fora do radar» de ex-administrador

Joaquim Goes alega que as cartas de conforto «não eram do conhecimento da maioria dos membros da comissão executiva». «Entre as quais, eu próprio», assegura. Estas cartas foram passadas BES à petrolífera venezuelana PDVSA e resultaram em elevadas imparidades ao banco no primeiro semestre de 2014. Depois disso, foi o fim.