«A cinco meses das eleições legislativas, depois de uma política de austeridade expansionista que aumentou drasticamente o desemprego (sobretudo jovem), depois de um ajustamento feito com base na desvalorização dos salários, esmagando os rendimentos das famílias, esta maioria PSD/CDS pretende agora criar a ilusão de que nada se passou para trás.»


«O PS apresenta um projeto de resolução a desafiar a maioria PSD/CDS para que, pelo menos a cinco meses das eleições, se ponha a funcionar uma estrutura governamental que acompanhe as políticas de família, como sempre antes existiu. Na área da saúde, queremos também que o número de filhos conte para o cálculo da isenção no pagamento de taxas moderadoras.»


«Na área da educação, o PS propõe de forma simbólica, mas também significativamente, medidas como a redinamização do esquema de empréstimo de manuais escolares, numa lógica de apoio ao acesso de jovens e crianças ao estudo. O debate de quarta-feira tem de servir para que cada bancada apresente a sua estratégia para promover condições para um aumento da natalidade, mas o PS quer o que o debate também sirva para confrontar a maioria PSD/CDS e o Governo com as opções que tomaram nos últimos quatro anos.»