«Não tenho qualquer dívida ao Fisco. Se no passado, alguma vez isso aconteceu, se me atrasei, tive de pagar coimas por algum atraso. Isso aconteceu como teria sido tratado com qualquer contribuinte, sem nenhum benefício, sem nenhum privilégio», assegurou.

«Sempre paguei aquilo que o fisco me convidou a pagar», sublinhou.



«Não creio que haja ninguém que possa conhecer todas as leis»



«Não creio que haja ninguém que possa conhecer todas as leis. O facto de o desconhecer nunca foi por mim invocado como desculpa. Se eu tivesse sido notificado para regularizar essa situação, eu tê-la-ia regularizado sem invocar o desconhecimento como desculpa», assegurou.

«Não tive consciência, durante muitos anos, dessa situação», acrescentou.