O Presidente português, Aníbal Cavaco Silva, chegou esta segunda-feira a Xangai, primeira etapa de uma visita de uma semana à China.

O avião que transportou Cavaco Silva e a sua comitiva aterrou cerca das 15:30 (08:30 em Lisboa) no aeroporto de Pudong, um dos dois aeroportos internacionais de Xangai, a 45 quilómetros do centro da cidade.

É a primeira visita de um chefe de estado português à China em quase uma década.

Após a apresentação de cumprimentos de boas vindas por um representante do governo local, o Presidente seguiu diretamente para o hotel, situado no famoso «Bund», a marginal neo-clássica de Xangai.

O programa oficial, no entanto, só começará na terça-feira de manhã (hora local), com um encontro com empresários chineses, entre os quais Gao Guangchang, presidente do Fosun, o grupo que, em janeiro, ganhou o concurso para a privatização da Caixa Seguros.

Ainda na manhã de terça-feira, Cavaco Silva vai encontrar-se com o presidente do governo municipal de Xangai, Yang Xiong.

Sede de um município com uma área pouco maior do que o Algarve e cerca de 24 milhões de habitantes, Xangai - cujo nome, em chinês, significa «acima do mar» - é considerada a «capital económica» da China.

Em 2012, o Produto Interno Bruto (PIB) per capita de Xangai excedeu os 13.000 dólares, mais de o dobro da média da China.

Na quarta-feira, ao fim da tarde, Cavaco Silva segue para Pequim, onde vai encontrar-se com o homólogo chinês, Xi Jinping, e no fim de semana estará em Macau, a última etapa da visita.

O último presidente português recebido na China foi Jorge Sampaio, em 2005.