O Presidente da República vai anunciar na segunda-feira, às 17 horas, qual a sua decisão relativamente ao Orçamento do Estado para 2016, confirmou a TVI24 junto de fonte de Belém.

Marcelo Rebelo de Sousa precisou apenas de quatro dias para tomar uma posição e é expectável que promulgue o documento.

O chefe de Estado já tinha prometido ontem que informaria sobre a sua posição em relação ao documento que gere as contas públicas "muito brevemente".

A análise não terá sido difícil uma vez que o próprio frisou aos jornalistas que "ia acompanhando os trabalhos de elaboração do Orçamento" e, por isso, o processo de apreciação "é uma confirmação, no essencial, daquilo que já conhecia".

Marcelo considera que é "importante" para os portugueses verem o Orçamento em vigor o quanto antes, portanto "não se deve diferir aquilo que deve ser feito mais cedo".

Normalmente, o Orçamento do Estado entra em vigor em janeiro de cada ano, mas com a crise política que se abriu no país na sequência das eleições legislativas de 4 de outubro, o processo atrasou-se.

A votação final global do documento aconteceu apenas a 22 de fevereiro, com a aprovação histórica de PS, BE, PCP e abstenção do PAN. PSD e CDS-PP votaram contra, como tinham de resto anunciado.