O Presidente da República, Aníbal Cavaco Silva, felicitou esta quinta-feira o novo chefe de Estado grego, fazendo votos que durante o seu mandato as «excelentes» relações entre Portugal e a Grécia continuem a desenvolver-se e a aprofundar-se.

Numa mensagem divulgada na página oficial da Presidência da República, Cavaco Silva endereça, em seu nome e dos portugueses, «as mais calorosas felicitações e votos de êxito no desempenho» das funções do novo Presidente da República Helénica, Prokopis Pavlopoulos.

«Estou seguro de que, no decorrer do mandato de Vossa Excelência, as excelentes relações entre Portugal e a Grécia continuarão a encontrar renovadas formas de desenvolvimento e aprofundamento», lê-se na mensagem.

O ex-ministro conservador Prokopis Pavlopoulos, considerado um europeu convicto, foi eleito na quinta-feira Presidente da República helénica pelo parlamento grego, um cargo essencialmente honorífico mas também federador.

Pavlopoulos, 64 anos, garantiu 233 votos, ultrapassando o mínimo exigido de 180 votos necessários em 300 deputados. Foi eleito com os votos dos 149 deputados do partido da esquerda radical Syriza (no poder) e do seu parceiro da direita soberanista Gregos independentes (Anel, 13 deputados), e ainda de parte dos deputados da Nova Democracia (direita, 76 deputados), de onde provém o novo chefe de Estado.

A sua eleição encerra um processo eleitoral iniciado em dezembro, e que esteve na origem das eleições legislativas antecipadas após o parlamento ter falhado por três vezes consecutivas a eleição do chefe de Estado e forçado a realização de eleições antecipadas, que o Syriza venceu com 36,3% dos votos.

A escolha deste político de centro-direita para presidir à Grécia, sugerida por um primeiro-ministro da esquerda radical, respeita uma tradição em vigor há duas décadas e considerada um garante da unidade nacional.