O Presidente da República manifestou «o profundo reconhecimento de Portugal» pelo empenho do rei de Espanha no reforço das relações entre os dois países, desejando-lhe as «maiores felicidades» na «nova etapa de um admirável percurso de vida».

Numa mensagem enviada pelo chefe de Estado português ao rei de Espanha a propósito do anúncio de que iria abdicar do trono, Aníbal Cavaco Silva lembra «o apreço e a estima particular» que Juan Carlos sempre manifestou pelos portugueses e as diversas visitas que efetuou a Portugal.

«Quero, nesta ocasião, sublinhar a vossa majestade o profundo reconhecimento de Portugal pelo seu empenho pessoal no reforço das relações entre os nossos dois países, um relacionamento assente nos históricos laços de amizade que unem os nossos povos», lê-se na mensagem divulgada no site da Presidência da República.

Na mensagem, onde Cavaco Silva se dirige a Juan Carlos como «majestade, querido amigo», o Presidente da República deseja também as maiores felicidades para os reis de Espanha «nesta nova etapa de um admirável percurso de vida», após trinta e nove anos de «um reinado inteiramente dedicado a Espanha e ao bem comum do seu povo».

«Aproveito esta circunstância para reiterar a vossa majestade a importância que Portugal atribui ao aprofundamento das relações de amizade e vizinhança entre os nossos dois países», acrescenta ainda o chefe de Estado português.

O rei espanhol, Juan Carlos de Borbón y Borbón, 76 anos, anunciou, esta segunda-feira, a sua vontade de entregar a coroa ao filho, Felipe, depois de um reinado de 39 anos, um dos mais longos da história, para dar a vez a uma nova geração «que reclama um papel de protagonismo».

O chefe do Governo espanhol, Mariano Rajoy, anunciou a realização, na terça-feira, de um Conselho de Ministros extraordinário para cumprir os trâmites da Constituição, esperando que em breve as Cortes possam proceder à proclamação de Felipe de Borbón, que reinará como Felipe VI.

A última vez que Cavaco Silva esteve com o rei de Espanha foi a 24 de março, no Estádio da Luz, em Lisboa, onde assistiram à final da Liga dos Campeõs.