O Presidente da República vai condecorar, nas cerimónias comemorativas do 5 de Outubro, o poeta e histórico dirigente socialista Manuel Alegre e o anterior presidente do Tribunal Constitucional, Joaquim Sousa Ribeiro.

Marcelo Rebelo de Sousa vai também condecorar o ex-presidente do Tribunal de Contas Guilherme d'Oliveira Martins e, a título póstumo, o antigo presidente da Assembleia da República e fundador do PSD António Barbosa de Melo, que morreu no dia 7 de setembro, disse à Lusa fonte da Presidência da República.

Joaquim Sousa Ribeiro, que em julho terminou o seu mandato no Tribunal Constitucional, vai receber a Grã-Cruz da Ordem Militar de Cristo, que distingue serviços prestados ao país no exercício das funções de soberania e foi atribuída a todos os outros antigos presidentes deste órgão.

Manuel Alegre, conforme o Presidente da República anunciou a 20 de maio, vai ser condecorado com a Grã-Cruz da Ordem de Sant'Iago da Espada, que distingue o mérito literário, científico e artístico, e a SPA receberá o título de Membro Honorário da Ordem da Liberdade.

Segundo fonte de Belém citada pela Lusa, Guilherme d'Oliveira Martins receberá a Grã-Cruz da Ordem do Infante D. Henrique, que distingue serviços relevantes prestados ao país, na expansão da cultura portuguesa ou para conhecimento de Portugal.

Ao antigo presidente da Assembleia da República Barbosa de Melo, o chefe de Estado vai atribuir postumamente a Grã-Cruz da Ordem do Infante D. Henrique, que distingue serviços relevantes prestados ao país, na expansão da cultura portuguesa ou para conhecimento de Portugal.