“Aqui e agora, é urgente reafirmar que há uma alternativa. ‘As portas que Abril abriu’ e a atualidade dos valores de Abril incorporam os valores basilares para um outro rumo de desenvolvimento, para promover a busca de novos caminhos, projetos e políticas alternativas”, afirmou Edgar Silva.




“Aqui me comprometo com políticas que recusem a submissão do país a ditames e políticas atentatórias dos direitos e interesses do povo português e da democracia”, referiu Edgar Silva.