O secretário-geral do PS, António Costa, afirmou hoje «ter a certeza» que o ex-primeiro-ministro António Guterres, ou outra personalidade da área socialista, se apresentará no momento próprio para a corrida nas eleições presidenciais.

António Costa falava no final de uma reunião de hora com a direção do CDS, liderada por Paulo Portas, depois de questionado sobre quanto tempo o PS esperará até que o atual alto comissário das Nações Unidos para os Refugiados (ACNUR), António Guterres, esclareça se pretende ou não candidatar-se nas eleições presidenciais.

"Não é o PS que apresenta candidatos. E tenho a certeza que o engenheiro António Guterres, ou outra personalidade da área política do PS, não deixará de se apresentar para honrar aquilo que tem sido uma boa tradição do partido: Apresentar bons presidentes da República e Portugal precisa de bons presidentes da República», respondeu.

O secretário-geral do PS fez questão de frisar que as eleições presidenciais «não envolvem partidos», não cabendo aos socialistas, até por tradição, «propor candidatos».

«O PS tem apoiado candidatos, desde o general Ramalho Eanes, a Mário Soares, até Jorge Sampaio, que foram grandes presidentes da República. Tenho a certeza que não faltarão na área política do PS candidatos que se apresentam no momento próprio», defendeu.