A estimativa da TVI aponta para uma grande abstenção nestas eleições presidenciais. Entre 48% a 51% dos eleitores decidiram não ir votar. Ou seja, metade dos inscritos nos cadernos eleitorais.

Se se confirmar, será a maior abstenção de sempre numa primeira eleição. Em 2006, também uma primeira eleição, tinha ficado nos 38,5%. Já em relação a 2011 (mais de 53%), que foi uma eleição de recandidatura de Cavaco Silva, tudo aponta para uma abstenção ligeiramente inferior.

Hoje, a afluência às urnas era, até às 16:00 de hoje, de 37,69 por cento, segundo a Comissão Nacional de Eleições,

Nas últimas eleições presidenciais, em 23 de janeiro de 2011, à mesma hora, a afluência foi de 35,16 por cento. 

Para o sufrágio, estavam inscritos 9.741.792 eleitores, mais 85.318 do que em 2011.