Há uma divergência entre o relógio do CDS que faz a contagem decrescente para o fim do programa de ajustamento e a data que o Governo admite para o fim do resgate.

A 15 de dezembro, Paulo Portas inaugurou um relógio digital que contava o tempo que falta para o fim do programa de ajuda externa.

Embora o Governo aponte o dia 17 de maio para a saída da ajuda externa, o «Jornal de Negócios» notou que a contagem decrescente só termina a 18 de junho.

O relógio digital foi iniciativa da Juventude Popular e está instalado na sede do CDS-PP.