O porta-voz do PS, João Ribeiro, disse esta segunda-feira que o secretário-geral socialista pediu uma audiência urgente ao Presidente da República, onde pedirá eleições antecipadas.

«Estou em condições de conformar que o secretário-geral pediu uma audiência ao Presidente da república com carácter de urgência», disse o porta-voz socialista em conferência de imprensa, esta tarde, na sede do PS, em Lisboa

Na declaração, afirmou que «a demissão do ministro das Finanças ilustra o desmoronamento do que restava do Governo. Este Governo já tinha violado as promessas eleitorais. Perdeu credibilidade e autoridade. Exigiu sacrifícios aos portugueses e falhou todas as metas. Isolou-se dos portugueses, ignorou o diálogo político e dos parceiros sociais e transformou-se no principal facto de instabilidade política».

Para os socialistas, «hoje este Governo caiu definitivamente».

João Ribeiro continuou: «O país precisa de um novo Governo, um novo Governo que equilibre as contas públicas por via do crescimento e do emprego, um novo Governo que una os portugueses e que não dividas os portugueses. O país precisa de um novo Governo para recuperar o diálogo político e o diálogo social. O país precisa de um novo Governo que tenha voz forte na Europa, seja capaz de mobilizar os portugueses para sairmos desta crise em que vivemos. O PS defende a realização de eleições para que os portugueses possam escolher um novo Governo para Portugal».