O secretário-geral do PS, António José Seguro, recordou esta quarta que foi eleito há três anos para liderar o Partido Socialista, durante os quais conquistou duas vitórias eleitorais, antecipando que «as sondagem permitem a expetativa de mais uma».

«Faz hoje três anos que recebi a confiança dos socialistas para liderar o PS. Depois de uma derrota eleitoral, fizemos do PS um partido vencedor. Ganhámos duas eleições e as sondagens permitem a expetativa de mais uma vitória», refere António José Seguro, numa publicação colocada hoje à tarde na sua página da rede social Facebook.

O secretário-geral do PS sublinha que «mais importante de tudo: o PS teve sempre uma estratégia correta nestes tempos de crise, com as prioridades certas».

«Assumimos há 3 anos como objetivos centrais o crescimento e emprego e um papel mais interventivo na União Europeia. Alguns criticaram. Os partidos do poder e os comentadores do costume», sublinha o líder socialista, que acrescenta que atualmente os objetivos da sua liderança «são consensuais na sociedade portuguesa».

«Soubemos antecipar as respostas e os portugueses responderam afirmativamente. Passados 3 anos, o PS é a alternativa e a esperança para a maioria dos portugueses», conclui.

António José Seguro foi eleito secretário-geral do PS a 23 de julho de 2011 com 23.903 votos, correspondentes a 67,98 por cento, contra 11.257 do candidato adversário, Francisco Assis, percentagem de 32,02.

O PS tem eleições primárias marcadas para 28 de setembro, onde será escolhido o candidato do partido a primeiro-ministro nas legislativas de 2015. Até agora, apresentaram-se a esta disputa o atual líder do PS, António José Seguro, e o presidente da Câmara Municipal de Lisboa, António Costa, recorda a Lusa.