Enquanto o país continua a aguardar pela remodelação governamental, um assessor de Santos Pereira confirma a saída do ministro da Economia e aponta o dedo a «interesses e negociatas».

«Desta vez não é o PR nem o PM que anunciam uma remodelação em primeira mão. São os interesses e as negociatas. Álvaro Santos Pereira - que comete o "crime" da independência - é removido por eles do Ministério da Economia e do Emprego. Boa tarde e boa sorte», escreveu o jurista João Gonçalves na sua página pessoal no Facebook pelas 12:00 desta terça-feira. A reprodução foi autorizada pelo próprio à TVI24.

A saída de Santos Pereira está anunciada há duas semanas, desde que foi noticiada a remodelação no executivo, que deverá colocar António Pires de Lima (CEO da Unicer) como novo ministro da Economia.

Álvaro resistiu a este período continuando a trabalhar e cumprindo agenda com toda a normalidade. Segundo a revista «Visão», Passos Coelho terá comunicado a alteração de pasta a Santos Pereira ontem à noite.

Pedro Passos Coelho deverá apresentar a remodelação ao Presidente da República esta terça-feira para que os novos ministros tomem posse rapidamente e comecem a trabalhar a tempo da moção de confiança da próxima segunda-feira.