O porta-voz social-democrata, Marco António Costa, garantiu esta sexta-feira que o PSD procurou sempre com as outras forças partidárias, particularmente com o PS, «encontrar pontos de convergência e de consenso», admitindo a existência de «dificuldade dos partidos se entenderem».

Marco António Costa falava aos jornalistas no final de um almoço com o Presidente da Câmara do Porto, Rui Moreira, tendo sido questionado sobre o Conselho de Estado de quinta-feira à noite, que exortou «todas as forças políticas e sociais» a preservarem «pontes de diálogo construtivo» e empenharem «os seus melhores esforços na obtenção de entendimentos quanto aos objetivos nacionais permanentes».

«O PSD foi sempre um partido de diálogo institucional, procurou sempre com os outros partidos - e particularmente com o PS - encontrar pontos de convergência e de consenso. Existem responsabilidades acrescidas para todos os partidos políticos em Portugal para se colocarem do lado das soluções e do lado dos consensos e não do lado dos problemas», disse.

O porta-voz do PSD admitiu que «existe uma dificuldade dos partidos se entenderem» e que «se fosse fácil esse entendimento já tinha acontecido», como cita a Lusa.