O presidente da comissão eleitoral mostrou-se contente com a adesão às primáras do PS, um processo inédito em Portugal, já que em dois dias inscreveram-se nove mil pessoas para votar nas primárias do Partido Socialista, para escolher o candidato do PS a primeiro-ministro.

«O número de inscrições de simpatizantes já passa os nove mil», disse orgulhoso. «Assumindo riscos, o PS abriu-se à sociedade».

Em entrevista à tvi24, esta quarta-feira, Jorge Coelho, presidente da comissão eleitoral, garantiu que tudo fará para que o processo decorra com total transparência e garantiu que haverá sempre maneira de detetar irregularidades.

Jorge Coelho reconheceu que «o PS tem de ganhar uma maioria

sustentável para governar» e «O maior risco é o afastamento dos eleitores».

E não escondeu que «o PS deve ter muito orgulho nas marcas que deixou no país».

O processo em curso trata do futuro primeiro-ministro, mas Jorge Coelho não deixou de ter uma palavra para o homem que o levou para o Governo.

«António Guterres é o político em Portugal com quem mais me identifico» e «Portugal precisava de uma pessoa como Guterres na Presidência».