Vinte e seis militares de alta patente assinaram a petição online do «Manifesto dos 74», que pretende a reestruturação da dívida.

Os ex-chefes do Estado-Maior do Exército e da Armada, general Pinto Ramalho e almirante Melo Gomes são dois dos subscritores, de acordo com o «Público».

Também os «tenentes-generais Carlos Ferreira e Costa, Mourato Nunes, João de Vasconcelos Piroto, Paiva Monteiro, Joaquim Formeiro Monteiro, Samuel Marques Mota e Mourato Cabrita constam da lista de subscritores, da qual fazem também parte os vice-almirantes João Neves, Conde Baguinho, Vargas de Matos, Teles Palhinha, Artur Sarmento e Correia Gonçalves», revela a edição online do jornal.

O ex-ministro socialista João Cravinho, que é um dos promotores da petição pública que defende a reestruturação da dívida, confirmou à agência Lusa que entre estes militares estão 19 oficiais-generais, a maioria do Exército.

A petição já leva quase 20 mil assinaturas, muito além das quatro mil necessárias para a questão ser discutida pelos deputados na Assembleia da República.

O manifesto , divulgado na semana passada, é assinado por figuras da política de esquerda e de direita, como os ex-ministros das Finanças Manuela Ferreira Leite e Bagão Félix, Francisco Louçã, António Saraiva, Carvalho da Silva, Gomes Canotilho ou Sampaio da Nóvoa.