A imprensa estrangeira online destaca a «pesada derrota» do Partido Social Democrata nas eleições autárquicas, considerando que se trata de um «reflexo» da política de austeridade do primeiro-ministro, Pedro Passos Coelho.

«Voto de castigo nas autárquicas de Portugal para o partido de Passos Coelho» titula o sítio do El Mundo, considerando que os sociais-democratas são os grandes derrotados da noite eleitoral, já que perderam as principais autarquias do país, nomeadamente a da capital Lisboa, com António Costa, atual presidente, a conseguir o terceiro mandato, com maioria absoluta.

O El Mundo realça ainda o facto de na cidade do Porto, a segunda cidade de Portugal, presidida pelo social-democrata Rui Rio, ter sido eleito pela primeira vez um candidato independente, Rui Moreira, conseguindo mais votos que os candidatos dos outros dois partidos adversários.

Em Vila Nova de Gaia e Sintra, os sociais-democratas de Pedro Passos Coelho também foram derrotados a favor dos socialistas.

Também o espanhol El Pais considera que Passos Coelho pagou nas eleições o preço pelas «medidas de austeridade aplicadas e cortes salariais em dois anos e meio de governação», assinalando que os socialistas «subiram mais de 10 pontos» percentuais desde as eleições legislativas de 2011.

A Agência de Notícias espanhola EFE, adianta, por seu turno num dos seus textos, que os eleitores penalizaram o PSD com as ¿perdas emblemáticas¿ do Porto, e com «um duro revés na capital», onde venceu o socialista António Costa, assinalando também a «alta abstenção em torno de 44 por cento, superior à de 2009».

Também a agência de notícias francesa France Press destaca que o governo de centro direita em Portugal foi «castigado» domingo, naquele que consideram ter sido «o primeiro teste para a política de austeridade» que tem vindo a ser aplicada desde há dois anos.

«O PSD do primeiro-ministro Pedro Passos Coelho perdeu o controlo de três grandes cidades: Porto, Sintra e Vila Nova de Gaia, e distanciou-se em Lisboa, feudo do Partido Socialista», considera a notícia difundida pela AFP.

A edição online do ABC refere que o candidato à Câmara Municipal de Lisboa, Fernando Seara, considerado um dos grandes derrotados da noite, felicitou o atual presidente socialista, António Costa, pela sua «vitória indiscutível» nas eleições autárquicas.