«A direita teve uma derrota estrondosa», assume Francisco Assis, cabeça-de-lista do PS às eleições Europeias deste domingo.

«Estamos perante aquilo que podemos considerar uma verdadeira derrota histórica da direita portuguesa», sublinhou o socialista, explicando que «nunca o PSD tinha ficado sozinho abaixo dos 31%. Agora, muito provavelmente, vai ficar coligado com o CDS abaixo dos 30%».

É por isso que Assis conclui que «só o PS está em condições de liderar um país». No entanto, não avança se na sequência desta vitória deve pedir eleições antecipadas, remetendo quaisquer comentários sobre este tema para a declaração de António José Seguro, mais para o final da noite.

«Inicia-se nesta noite uma nova fase, um novo ciclo na vida política portuguesa», declarou, atribuindo os créditos da vitória se devem ao secretário-geral do PS.