Os históricos socialistas Jorge Sampaio, Almeida Santos, Manuel Alegre e Vera Jardim declararam esta terça-feira o seu apoio a António Costa nas eleições primárias do partido, marcadas para 28 de setembro.

«Decidimos dar o nosso apoio a António Costa. É nossa convicção que, pela sua experiência e capacidade política, António Costa pode levar o PS à vitória e à construção de um novo ciclo de crescimento económico e coesão social, assim como ao reforço da posição estratégica de Portugal na Europa e no mundo», diz o texto assinado pelas quatro personalidades do PS que a Lusa cita.

A missiva foi lida por Almeida Santos no final de um pequeno-almoço em Lisboa que juntou os quatro históricos ao autarca da capital e candidato nas primárias socialistas. O ex-presidente da República defende que o atual autarca é capaz «de levar o PS à vitória».

A declaração conjunta é assinada pelo ex-Presidente da República e antigo líder do PS Jorge Sampaio, pelo presidente honorário dos socialistas, Almeida Santos, pelo ex-candidato presidencial Manuel Alegre e pelo ex-ministro da Justiça Vera Jardim.

No texto, os socialistas falam de António José Seguro, secretário-geral do partido e opositor de Costa nas primárias, referindo que este «merece todo» o «reconhecimento e apreço por ter conduzido o PS numa fase de transição muito difícil».

«O agravamento da crise no país exige agora um PS mais forte e com mais capacidade para agregar e mobilizar os portugueses», dizem todavia os quatro históricos socialistas.

A «urgente mudança» de governo, acrescentam, «passa por uma mudança no PS».

Sampaio, Alegre, Almeida Santos e Vera Jardim dizem ainda que as primárias do PS são de «grande importância para o futuro do país», tendo os quatro lançado um apelo para que as pessoas se inscrevam e integrem «uma votação que vai ter uma influência decisiva nas suas vidas».

Após o sufrágio, defendem, «ganhe quem ganhar», o essencial é que «todas as energias se concentrem no essencial», que é «unir e mobilizar o PS e o eleitorado para a construção de uma alternativa política sólida capaz de derrotar a atual coligação PSD/CDS-PP e restituir a esperança aos portugueses».

O candidato às primárias do PS António Costa disse ter ficado «orgulhoso com o apoio prestado pelos históricos socialistas Jorge Sampaio, Almeida Santos, Manuel Alegre e Vera Jardim à sua candidatura para as primárias do partido.

«Sinto-me muito orgulhoso de ter recebido mais estes apoios de grandes figuras da história do PS. Significa que de facto esta minha candidatura é um reencontro do PS com a sua identidade histórica. Esta é uma candidatura que pretende unir o partido, trazer de novo para a primeira linha do combate político do PS os melhores dos nossos quadros políticos», declarou Costa, que a 28 de setembro discute com António José Seguro as primárias do PS para a escolha do candidato do partido a primeiro-ministro.

Para Costa, é «importante um partido reencontrar-se com a sua identidade histórica», e os apoios que a sua candidatura tem recolhido, nomeadamente de antigos presidentes e secretários-gerais do partido, levam o candidato a sentir-se «orgulhoso».

O candidato diz ainda sentir um grande apoio de militantes e simpatizantes do PS mas também de eleitorado que tradicionalmente não vota no partido.

«As pessoas sentem bem a necessidade de construir uma alternativa perante um Governo que está esgotado», declarou.