O Presidente da República, Cavaco Silva, sublinhou, nos pedidos de fiscalização preventiva que enviou para o Tribunal Constitucional esta semana, que Portugal tem «obrigações internacionais» a cumprir.

Cavaco Silva recordou aos juízes que o país continua a ter «necessidade e urgência» em adotar medidas de consolidação orçamental, para cumprir os compromissos europeus assumidos.

Nos dois requerimentos enviados para o tribunal e divulgados pelo«Diário Económico» este sábado, Cavaco pede a fiscalização preventiva dos cortes salariais e a fiscalização do novo modelo de taxa sobre as pensões, que, substitui, no próximo ano, a contribuição extraordinária de solidariedade.