O Presidente da República visita quinta e sexta-feira as Ilhas Selvagens da Madeira, mas em momento algum ficará sem comunicações ou estará incontactável, segundo fonte de Belém.

«O Presidente nunca ficará sem comunicações, incontactável», garantiu a fonte, referindo-se ao período em que o chefe de Estado irá permanecer nas Selvagens, bem como às horas que passará a bordo da fragata Vasco da Gama», que levará a comitiva presidencial do Funchal até àquele sub-arquipélago.

Além das comunicações que existirão a bordo da fragata da marinha, na própria Selvagem Grande, onde Cavaco Silva irá pernoitar de quinta para sexta-feira, em colaboração com a Portugal Telecom vão ser instalados meios tecnológicos que permitirão as comunicações de voz via telemóvel e de dados.

A viagem do chefe de Estado para as Ilhas Selvagens terá início quarta-feira à noite, altura em que embarcará na fragata Vasco da Gama, que está ancorada no porto do Funchal.

A viagem para as Selvagens irá decorrer durante a noite, estando a chegada ao lago da Selvagem Pequena prevista para a madrugada de quinta-feira.

A meio da tarde, a comitiva presidencial chegará à Selvagem Grande, ilha onde o Presidente da República irá pernoitar de quinta para sexta-feira.

Já na sexta-feira, o chefe de Estado fará uma caminhada até ao planalto da Selvagem Grande, de onde partirá de helicóptero para o Funchal.

A chegada de Cavaco Silva a Lisboa está prevista as 12:25 de sexta-feira, mas para já não foram ainda divulgadas outras iniciativas de agenda do chefe de Estado durante a tarde desse dia.

A visita às Ilhas Selvagens esteve inicialmente prevista para sexta-feira e sábado mas foi antecipada um dia, não sendo apontada por Belém uma justificação oficial para esta alteração.

No domingo, PSD, PS e CDS-PP iniciaram formalmente as conversações com vista ao «compromisso de salvação nacional» pedido pelo Presidente da República, tendo indicado o prazo de uma semana para a sua conclusã