investigação e as detenções realizadas no âmbito da atribuição de vistos gold

«A Procuradoria Geral da República foi clara que não havia investigação sobre membros do Governo»


O programa «pode ser discutido», contudo não deve existir «confusão» entre vistos gold e casos de justiça. Isso «não ajuda a resolver os problemas». O fundamental «é que a justiça possa exercer as suas funções com tranquilidade e independência». Tem de se «apurar a verdade» sobre a «existência de eventuais ilegalidades».




Manuel Palos, está indiciado por crimes de corrupção passiva