"Eu acho que está ao nosso alcance, se mantivermos uma trajetória consistente, coerente e de firmeza nas próximas quatro semanas, ganhar e com uma maioria histórica ou uma maioria absoluta as próximas eleições".