O PSD defendeu, esta quarta-feira, que o crescimento do Produto Interno Bruto (PIB), aliado à descida do desemprego, demonstra que o esforço dos portugueses não é em vão, ressalvando que uma «linha governativa de grande exigência» deve ser mantida.

«São notícias de estímulo para Portugal e para os portugueses que, tão empenhadamente e com tantos sacrifícios, nos últimos dois anos, trabalharam para ultrapassar a difícil situação económica e social do país. Este esforço coletivo dos portugueses não é, pois, em vão», afirmou o vice-presidente do PSD Pedro Pinto.

Numa declaração na sede do partido, em que não respondeu a perguntas dos jornalistas, Pedro Pinto considerou que os dados divulgados hoje pelo Instituto Nacional de Estatística (INE) confirmam que o caminho de política económica percorrido pelo Governo PSD/CDS-PP «é o correto e está a dar os seus primeiros resultados».

«Não se podem ignorar nem deixar de considerar altamente positivos estes dados. Contudo, Portugal terá de manter uma linha governativa de grande exigência, uma vez que a crise em que encontrámos o país em 2011 era profunda e não se resolve da noite para o dia», declarou.

Segundo o PSD, «os esforços realizados nos últimos dois anos tornam claro que é possível construir um Portugal com futuro sustentável».

«Sabemos que é necessário continuar os esforços no sentido do saneamento das contas públicas, da aposta no investimento produtivo e no crescimento económico, mas, face aos últimos números, temos a certeza: estamos a resolver os problemas», disse Pedro Pinto.