O vice-presidente da bancada parlamentar do PS José Junqueiro considerou que os números hoje divulgados pelo INE revelam que «o país está pior, porque a economia agravou-se 2%».

A análise que o PS faz a estes números é de que «a economia portuguesa, relativamente ao período homólogo, afundou 2%, está portanto pior e não melhor».

Ainda que estes dados introduzam «o indicador positivo do segundo trimestre, comparado com o primeiro, que foi o pior de todos de que há memória», José Junqueiro sublinha que também dão conta de que «a economia portuguesa caiu 2%».

«E isso é negativo. É uma espécie de contentamento descontente, porque se o Governo insistir em fazer o corte de salários, pensões, reformas ou despedimentos na administração pública, passaremos de um terceiro para um quarto ano em recessão», alertou.

Neste âmbito, o PS sugere ao Governo «que trave esta política de cortes, que não conduz a outro desenlace senão este que conhecemos novamente hoje».

«É que um indicador positivo não se sobrepõe à realidade dos nossos dias e que é o agravamento da economia portuguesa em 2%», sublinhou.

No entender do vice-presidente da bancada parlamentar do PS, «se a austeridade estivesse correta o país estava melhor», mas a «leitura fria» dos números do INE leva a concluir «que o país está pior, porque a economia agravou-se 2%».