O BE considera que o Governo contornou «de forma grotesca» o chumbo do Tribunal Constitucional à convergência de pensões, criando um novo imposto, ao alargar a base de incidência da Contribuição Extraordinária de Solidariedade.

Em declarações à agência Lusa, a deputada do BE Mariana Aiveca sustentou que as medidas anunciadas esta quinta-feira são uma «forma grotesca de contornar a decisão do Tribunal Constitucional», um «autêntico malabarismo feito pelo Governo», que «responde com um novo imposto».

O BE considera que as medidas anunciadas, e sobre as quais exige mais esclarecimentos por parte do Governo, são «recessivas e vão provocar mais buracos orçamentais».