O presidente do PSD, Pedro Passos Coelho, vai marcar presença na sessão de encerramento do 26º congresso do CDS-PP, que se realiza este fim de semana em Gondomar, informaram esta quinta-feira os sociais-democratas.

Numa nota de imprensa citada pela Lusa, o PSD informa que a delegação do partido no encerramento da reunião magna dos democratas-cristãos, no domingo, integrará ainda a vice-presidente Teresa Leal Coelho, o líder parlamentar, Luís Montenegro, e o presidente da distrital do Porto, Virgílio Macedo.

Já a delegação do PS no encerramento do Congresso do CDS-PP será chefiada por Manuel Pizarro, presidente da Federação do PS/Porto e membro do secretariado nacional do partido.

A delegação socialista presente em Gondomar integrará ainda Hugo Pires, deputado e igualmente membro do secretariado, Luísa Salgueiro, vice-presidente do grupo parlamentar e membro dos órgãos nacionais do PS e Tiago Barbosa Ribeiro, deputado, presidente da concelhia do Porto e membro dos órgãos nacionais do partido.

Habitualmente, nem PCP nem BE se fazem representar no Congresso do CDS-PP.

PSD e CDS-PP estiveram coligados nos dois anteriores Governos Constitucionais, entre junho de 2011 e novembro de 2015, tendo este último Executivo durado menos de um mês, depois de o programa ter sido "chumbado" pela Assembleia da República.

Nesse período, os líderes dos dois partidos, Pedro Passos Coelho e Paulo Portas, compareceram no encerramento dos respetivos congressos.

O 26º Congresso do CDS-PP marcará a despedida de Paulo Portas da liderança, que deverá ser substituído por Assunção Cristas, única candidata à presidência do partido.

O PSD vai reunir-se no 36º Congresso a 1, 2 e 3 de abril, em Espinho, e Pedro Passos Coelho será reconfirmado como líder, depois de ter vencido as eleições diretas internas no passado sábado sem opositores.