Pedro Filipe Soares, líder parlamentar do Bloco de Esquerda, afirmou este sábado que continuará no atual cargo « enquanto o partido achar que vale a pena», acrescentando que cabe à nova Mesa Nacional deliberar sobre a Comissão Política e a coordenação do BE.

«A Mesa Nacional com toda a sua liberdade e capacidade decidirá sobre a Comissão Política e a par disso sobre o modelo de coordenação, será em breve e todos poderão falar sobre essa matéria», declarou.

No final da IX Convenção bloquista o deputado disse « não ser a favor de prognósticos na política».

O presidente do grupo parlamentar, que encabeçou uma moção alternativa à dos atuais coordenadores, afirmou que a reunião magna, que decorreu durante o fim de semana, « não é um processo de primárias», e que lhe cabe eleger « uma Mesa Nacional que delibera sobre a Comissão Política e a coordenação».

Quanto à sua continuação à frente dos destinos da bancada, o bloquista sublinhou que «essa é uma tarefa como outras», que ocupa « enquanto o partido achar que vale a pena», ressalvando que isso não esteve em discussão na Convenção do partido.

«Se entenderem que vamos por esse caminho logo analisaremos, agora, é um debate que teremos nas próximas semanas, não era para ser tido aqui, veremos nas próximas semanas como é que internamente e na Mesa Nacional se constrói a Comissão Política e se constrói o projeto para os próximos meses do BE», acrescentou Pedro Filipe Soares.

O dirigente, quando interrogado sobre a sua disponibilidade para contribuir para a unidade do partido, afirmou que «a unidade de qualquer projeto político faz-se com a força das ideias políticas».

A IX Convenção Nacional do BE findou este domingo, após uma disputa inédita ao nível da direção e entre fundadores do BE, sem que ficasse confirmada uma nova liderança.