Os eurodeputados portugueses Pedro Silva Pereira, do PS, e Paulo Rangel, do PSD, foram eleitos esta segunda-feira vice-presidentes da comissão de Assuntos Constitucionais do Parlamento Europeu, e Inês Zuber, do PCP, da comissão de Direitos da Mulher.

No dia da eleição, em Bruxelas, das presidências e vice-presidências das 20 comissões e 2 subcomissões do «novo» Parlamento Europeu para a legislatura 2014-2019, formado este mês na sequência das eleições de maio passado, três portugueses asseguraram vice-presidências, com a curiosidade de o socialista Pedro Silva Pereira e de o social-democrata Paulo Rangel ocuparem duas das quatro vice-presidências da comissão de Assuntos Constitucionais, presidida pela polaca Danuta Hubner (do Partido Popular Europeu, a família política de PSD e CDS-PP).

Paulo Rangel, que é também vice-presidente do PPE, já foi membro efetivo da comissão de Assuntos Constitucionais na anterior legislatura, enquanto Pedro Silva Pereira desempenha pela primeira vez as funções de deputado ao Parlamento Europeu, sendo também membro efetivo das comissões parlamentares de Desenvolvimento e dos Orçamentos.

Por outro lado, Inês Zuber, que já cumpriu a segunda metade da anterior legislatura (substituiu Ilda Figueiredo na delegação comunista no início de 2012), e também integra a comissão de Emprego e Assuntos Sociais, será uma das quatro vice-presidentes da comissão parlamentar de Direitos da Mulher e Igualdade dos Géneros, presidida pela socialista espanhola Iratxe García Pérez, e na qual também a socialista portuguesa Liliana Rodrigues é efetiva.

Os 21 deputados portugueses eleitos para o Parlamento Europeu vão integrar 16 comissões parlamentares na legislatura 2014-2015, sendo as de Assuntos Económicos, de Emprego e Assuntos Sociais e das Pescas aquelas que contam com mais eurodeputados de Portugal enquanto membros efetivos.

A comissão de Assuntos Económicos, que conta com três membros efetivos portugueses - as «repetentes» Elisa Ferreira (PS) e Marisa Matias (Bloco de Esquerda) e o «estreante» Miguel Viegas (PCP) - será presidida pelo socialista italiano Roberto Gualtieri, tendo hoje sido eleitos ainda só dois dos quatros vice-presidentes, ambos alemães, um do PPE (Markus Ferber), outro dos Socialistas (Peter Simon), sendo as duas outras vice-presidências atribuídas a 14 de julho, na sessão de Estrasburgo.

Apenas não há eurodeputados portugueses em quatro comissões, uma das quais foi presidida por um português na anterior legislatura: a de Comércio Internacional, que tinha como presidente o socialista Vital Moreira.