«Respeitamos as críticas de certas entidades, mas Portugal sabe bem o que quer, aprendeu com os erros do passado e ganhou por mérito próprio o direito de fazer escolhas em liberdade e com soberania». «As escolhas do Governo português estão certas».




relatório do Fundo Monetário Internacional

«É curioso que aqueles que tanto criticaram o FMI agora se colem aos relatórios do FMI para criticar o Governo», ironizou ainda Paulo Portas.