O vice-primeiro-ministro Paulo Portas diz que a Europa enfrenta um desafio de segurança «muito sério». Sempre sem se referir ao incidente com os aviões militares russos, o vice-primeiro-ministro, fala de uma «crise de segurança» nas fronteiras externas europeias.
 
«Um desafio de segurança que é muito sério e que tem a ver com a estabilidade das relações de segurança na fronteira externa da Europa. A leste, a questão da Rússia. A Sul, a questão do nosso relacionamento com o islão», disse Paulo Portas, esta quinta-feira.
 
«Como todos sabemos, sem segurança, não há confiança. E há um dano de confiança, que já se sente, numa crise de segurança das fronteiras europeias», acrescentou.