A discussão da coligação entre PSD e CDS só vai ser discutida em abril.
 
A garantia foi deixada por Paulo Portas na Comissão Política do CDS.
 
O presidente partido pediu contenção nas palavras porque defender uma coligação na República poderia ser contraproducente para o CDS-PP da Madeira, que é o principal partido de oposição ao PSD na região autónoma.
 
A comissão política do CDS esteve reunida esta o noite para debater a situação política nacional e também as perspetivas económicas para este ano.

À saída da reunião o ministro da Economia, Pires de Lima, recusou comentar a polémica que envolve o PSD com o não pagamento durante cinco anos da Segurança Social, referindo apenas que se sente «muito honrado» em pertencer ao governo de Passos Coelho.