Notícia atualizada às 11:54

A lista de Paulo Portas aos órgãos nacionais do CDS-PP inclui Mota Soares, João Almeida e Diogo Feio como vice-presidentes e a entrada de Cecília Meireles e Hélder Amaral para a comissão executiva, disse à Lusa fonte centrista.

Filipe Lobo D'Ávila substitui João Almeida como porta-voz do partido, disse a mesma fonte.

O XXV Congresso do CDS-PP termina este domingo em Oliveira do Bairro (Aveiro) com a eleição de todos os órgãos nacionais do partido, incluindo o presidente reeleito, Paulo Portas.

As listas para os órgãos nacionais incluem também o Conselho Nacional, para cuja liderança Portas propôs Telmo Correia, que concorre contra Luís Nobre Guedes, nome apresentado pela tendência Alternativa e Responsabilidade (AR).

A Comissão Política Nacional, a mesa do Congresso, a Comissão de Organização, o Senado, o Conselho Nacional de Jurisdição e o Conselho Nacional de Fiscalização, completam os órgãos partidários.

A moção «Responsabilidade e Identidade», que tem como primeiro subscritor o líder do CDS-PP, Paulo Portas, obteve 82% dos votos, contra 16,6 por cento da moção encabeçada por Filipe Anacoreta Correia, do movimento Alternativa e Responsabilidade.

Num total de mil votantes, a moção de Paulo Portas conseguiu 820 votos e a de Anacoreta Correia 166, tendo sido contabilizados 14 votos brancos e nulos.

A votação das duas moções decorreu até às 3:15, tendo os resultados sido divulgados cerca de meia hora depois.